O direito ao estupro e o aquecimento global

A Suécia tem enfrentado atualmente a pior onda de estupros na história da Escandinávia e o problema parece estar intimamente relacionado ao grande número de imigrantes muçulmanos. O estupro tem uma história nobre no Islã. Maomé costumava estuprar suas escravas. Esse é um comportamento perfeitamente aceitável no Islamismo.Porém, seria um sinal de xenofobia culpar os muçulmanos pela epidemia de estupros. A quem culpar então? O aquecimento global, é claro! Segundo o blog Gates of Vienna, um artigo do site Aftonbladet, “Summertime – rape time”, revela que a onda de estupros durante o verão está sendo causada pelo aumento da temperatura, o que estimularia a produção de hormônios. O número oficial de estupros mais do que quadruplicou no espaço de tempo de uma geração mas é grande a resistência para associar esse fenômeno à crescente imigração Islâmica.

A etnologista Maria Bäckman, em seu estudo “Whiteness and gender,” observou um grupo de jovens suecas no subúrbio de Rinkeby. Muitas delas tingiram seus cabelos para evitar o assédio sexual. As que continuam com o cabelo loiro são freqüentemente assediadas pelos mais velhos e chamadas de “prostitutas” pelos mais novos. De acordo com o autor Bruce Bawer, a cidade de Estocolmo realizou uma pesquisa entre garotos da nona-série em Rinkeby, subúrbio predominantemente muçulmano. No ano passado, 17% dos garotos forçaram alguém a fazer sexo e 31% machucaram alguém de tal forma que a vítima precisou de cuidados médicos. A pesquisa foi ignorada pelo grande mídia.

“Estuprar uma garota sueca não é tão errado quanto estuprar um garota árabe”, diz Hamid. “A garota sueca recebe diversos cuidados após o ato e ela provavelmente já foi f***** antes. Mas a garota árabe terá diversos problemas com sua família. Para ela, ser estuprada é uma vergonha. É importante que ela mantenha sua virgindade até seu casamento. É muito fácil conseguir uma sueca prostituta…. garota, quero dizer” diz Hamid que ri com a escolha de suas palavras. “Diversos garotos imigrantes têm namoradas suecas enquanto são adolescentes. Mas quando se casam, querem uma mulher de sua própria cultura e que nunca tenha estado com um garoto. É isso o que irei fazer. Eu não tenho muito respeito pelas garotas suecas”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s