Recife a noiva da revolução

RECIFE A NOIVA DA REVOLUCAO!

Infelizmente, a gente sabe muito pouco sobre a nossa História. Uma combinação de professores mal pagos e mau humorados, com um currículo pobre e sem recursos, e mais o usual desinteresse do adolescente por qualquer coisa que saia da sua realidade cotidiana, fazem com que muita gente entre na vida adulta sem conhecer o nosso passado.
Nascemos em um estado revolucionário e guerreiro, o que muito me orgulha. Como pouca gente de outros estados deve saber, em março de 1817 – cinco anos antes do nosso “Dia da Independência” (o famoso sete de setembro) – o Recife se levantou contra o domínio português.
Em Pernambuco, foi proclamada uma República e por mais de dois meses, pela primeira vez os brasileiros tiveram governo próprio, constituição, exército, esquadra e até embaixadas no exterior. Além de decretar a autonomia política, proclamamos a igualdade social e a liberdade religiosa, de pensamento e de imprensa, e não só tentamos acabar com a escravidão, mas também com a discriminação contra negros…
A repressão ao nosso movimento causou cerca de 1.600 mortos e feridos um verdadeiro genocídio, considerando que o Recife tinha entre 30 e 40 mil habitantes, na época além de mais de 800 degredados.
“Apesar da magnitude desses acontecimentos, hoje em dia se sabe quem foi Tiradentes, muita gente conhece a história da bandeira de Minas Gerais, a do triângulo vermelho em fundo branco e do Libertas que Serae Tamen, entretanto, quase ninguém saberia dizer quem foi Gervásio Pires, Vigário Tenório, Cruz Cabugá, que dão nome a ruas do Recife. Tampouco faria idéia de onde veio nossa linda bandeira azul e branca, exibida por toda parte com tanto orgulho, e o que significam o sol, a estrela, o arco-íris e a cruz…

selo1917.jpg
Apenas em 1917, quando transcorreu o centenário da Revolução Pernambucana, houve emissão de selo pelos Correios e a data foi comemorada. Esse dia foi feriado em todo o País. Depois a data mergulhou no esquecimento, não é relembrada sequer em nosso Estado, cujo povo é orgulhoso das suas tradições e onde o período holandês é tão conhecido e badalado.

O motivo desse apagão político e cultural, entretanto, é relativamente simples: pelas suas avançadas propostas sociais e políticas, aquele movimento foi sempre execrado por interesses poderosos.

freicaneca.jpg

No período colonial e no Império, louvou-se muito a bravura dos que expulsaram os holandeses, mas os revolucionários de 1817 eram tratados compreensivelmente como rebeldes anarquistas, portadores de consciências depravadas, inconfidentes malvados que transformaram num covil de monstros o teatro onde brilhara a fidelidade de Fernandes Vieira, Henrique Dias e outros tratados como heróis…
De Pernambuco, dizia-se, emana o vapor maligno da democracia!.

Durante a Primeira República, de 1889 a 1930, nossa República de 1817, que tinha uma certa identidade com ela, ainda foi visto com bons olhos, mas, a seguir, no período getulista, centralizador e autoritário, novamente deixou de ser simpática, por ter defendido e apregoado o respeito à democracia, a divisão e a descentralização do poder.

(…) Apenas o interesse dos poderes públicos, dos meios de comunicação e, finalmente, dos artistas, é que poderá algum dia popularizar e dar vida à memória da Revolução Pernambucana de 1817, que foi curta, intensa, apaixonada, romântica e, se tivesse triunfado, teria dado um rumo diferente e, talvez, bem melhor ao nosso País.”

Se você estiver em Recife, no dia 7 DE OUTUBRO, eu conclamo os amigos, os que amam a cidade do recife, a fazer uma nova revolução!
Vamos emanar o vapor da um novo Recife,mais justo e solidario.
Um novo Recife livre dos conchavos politicos, livre da tirania dos poderosos que se alternam no poder a mais de 50 anos em nossa cidade.

Pedro Pilar

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s